Publicados na categoria Verona de Romeu e Giulieta

Verona – uma capital romântica

sexta-feira, maio 23rd, 2014

Verona é a quarta cidade mais visitada da Itália, depois de Roma, Veneza e Firenze. Mundialmente conhecida por ser a cidade onde viveram os protagonistas de uma das mais belas histórias de amor mundiais: Romeu e Giulieta, das famílias rivais: Capuleti e Montecchi.

A cidade foi declarada patrimonio da humanidade pela UNESCO por causa de suas fortificações e ruínas romanas (possui a maior quantidade depois de Roma) e arquitetura urbana. Ah! E os vinhos de Verona (Valpolicella, Bardolino, Soave) são maravilhosos também, embora não sejam patrimônio histórico! A extração de mármore nos arredores também é destaque. O mármore que predomina é o vermelho ou rosa.

A casa de Giulieta (como se escreve em italiano), é mesmo a casa onde ela viveu. Os guias locais só não afirmam que a história e o amor deles existiu. Segundo a lenda, um escritor italiano já havia contado essa história, descrevendo a paixão dos jovens de famílias inimigas e depois, Shakespeare a adaptou, embelezando-a com seu talento. Fato ou não, visite a casa, coloque a mão no seio de Giulieta e tenha sorte no amor! Essa é a tradição. Se  você for muito romântico, pode deixar uma carta no muro ou na caixa de correspondências e agora, num dos computadores disponíveis. Giulieta responde!

Há muitos anos, voluntárias trabalham recolhendo as cartas, traduzindo-as e respondendo, em nome de Giulieta. Esse gesto simples, aumenta a aura de romantismo e já rendeu outras tantas histórias de amor. Mais recentemente, no filme Cartas para Giulieta.

A mais bela representação desse romance proibido é a mais antiga, a de Franco Zefferelli no seu lindo filme Romeu e Giulieta.

A imensa Arena, que era um anfiteatro romano, mede 139 por 110 metros e foi construída 30 anos antes de Cristo. Está quase intacta e  hoje são realizados espetáculos de música clássica e peças teatrais.

Outras duas praças lindas e imperdíveis: Piazza Bra com seus portões enormes ( em frente à Arena).

Na Piazza Bra, uma das melhores comidas, recomendação acertada do meu amigo Alessandro Segato (lógico…ele é “O” especialista), a Tratoria Giovanni Rana.

E a Piazza Delle Erbe, com arquitetura medieval,  que abriga o Mercado hortifruti enorme e um dos mais importantes da cidade. As frutas são lindas e …deliciosas.

Obras máximas da arquitetura romana são as Ponte de Castelvecchio e a Ponte Pietra, restauradas e maravilhosas de dia ou de noite. Aliás, a Ponte Pietra, durante a Segunda Guerra Mundial foi destruida e depois, reconstruida a partir das pedras que cairam no rio.

O centro histórico da cidade é muito visitado e  tem um charme especial.

Palazzo de Justiça – majestoso, lembra edificações gregas. Fica de frente para a Piazza Bra.

O Castelvecchio, é o mais imponente castelo, construido no do século XIV. Esta é uma das mais belas vistas da cidade.

A arquitetura romana é muito presente e as igrejas são fortes representantes do período.

Verona foi disputada pela França e a Austria durante muitos anos e os veroneses conseguiram expulsa-los. Essa garra também foi testada em 1239, quando a cidade foi completamente inundada e rapidamente restaurada. A arquitetura atual é moderna, alegre e colorida.

Verona tem um “ar romântico”, quase boêmio, que nos contagia. Ficar sentado olhando as pessoas passarem, bebendo um bom vinho, é quase uma obrigação!