A Garota Dinamarquesa

A Garota Dinamarquesa_poster

O filme conta de maneira delicada a história real do conceituado pintor dinamarquês Einar Wegener, casado, que na década de 20 descobre que no seu íntimo ele é uma mulher. Contando assim parece simples, mas, claro, não é. O “descobrir” acontece quase por acaso. Sua esposa, a também pintora Gerda (Alicia Vikander – ótima no papel) pede a ele para usar meias de bailarina para um quadro que ela está pintando cuja dançarina vive atrasando.

Assim começa a descoberta ou a redescoberta de Einar Weneger, que começa a compor a sua Lili que aos poucos aniquila Einar, se tornando Lili Elbe.A garota Dinamarquesa_Gerda e LiliA transformação vai além de figurinos e maquiagem e é magistralmente interpretada por Eddie Redmayne, o ator que o ano passado levou o Oscar por A Teoria de tudo. Eu o vi em Os Pilares da Terra e já percebi que ele chegaria longe. Chegou! Acho que ficará por muito tempo ainda nesse time de sucesso que brilha em Hollywood, mas, esse ano o Oscar deve ir (merecidamente) para Di Caprio.A garota dinamarquesa_Lili Elbe

O importante é que o filme relata essa história real, daquele que foi provavelmente o primeiro homem a realizar uma cirurgia para mudança de sexo e até hoje é um mito, uma inspiração para muitos transgêneros.

Com música linda de Alexandre Desplat e fotografia impecável, direção de Tom Hopper o filme emociona, enternece e é narrado de maneira sensível e suave. Vale a pena assistir!

Tags:

Comentarios inativos.