A Procura – The Captive

A procura_Poster
O filme não é linear e sua história fragmentada pode desconcertar um pouco no início, mas, logo se pega o fio da meada e ai é um exercício de angústia sem sabermos o que vai acontecer ou o que aconteceu. Muitos críticos não gostaram do filme porque estão procurando no presente uma realização do passado. Procuram a obra prima do diretor, Atom Egoyan, o filme O Doce Amanhã. Claro que esse não é tão bom quanto aquele, mas, é um filme interessante, que prende a atenção e que nos coloca em confronto com uma realidade muito dura: crianças somem todo o tempo em todas as partes do mundo. O pior é que os pais são os primeiros suspeitos porque um percentual muito grande é mesmo responsável pelos desaparecimentos por motivos diversos que vão desde o comércio pelo dinheiro até o assassinato.

A história se passa num gélido Canadá. Os pais de Cass (Cassandra) acabam de assistir o ensaio dela e seu coleguinha, que se preparam para uma apresentação de patins.

A Procura_1

O pai Matthew (Ryan Reynolds), deixa ela descansando no banco de trás de sua caminhonete e desce para fazer uma rápida compra de torta para o jantar. Quando volta, a filha de 9 anos desapareceu.

A procura_Mercearia

Na delegacia, em desespero ele é acusado pelos policiais de ser o possível responsável e a esposa o acusa de negligência ou seja, para ele é o começo de um pesadelo.

Angustiado, sem trégua, ele continua procurando a filha nas estradas próximas, e durante oito anos essa busca é em vão. Até que os policiais, liderados por uma delegada, começam a investigar uma rede de pedofilia.

A procura_detetives

Aparentemente Cass tem um papel importante nessa rede, pois é ela que atrai as meninas para os futuros raptos.

A Procura_a filha

A Procura pode não trazer a carga dramática que o Doce Amanhã traz (aliás, assista o DVD pois vale a pena) mas, assistir A Procura no cinema também vale a pena.

Tags:

Comentarios inativos.