Colômbia – uma feliz surpresa

Esqueça todo aquele medo que dá quando ouvimos falar da Colômbia. Esqueça o narcotráfico e as Farcs, especialmente se você for para Bogotá e arredores.  Em Bogotá você vai encontrar muita polícia na rua e também seguranças privados,  por toda parte. Você acaba se sentindo mais tranquilo que em São Paulo!

A arquitetura é “organizada”. A maior parte dos prédios não ultrapassa dez andares, são de tijolinhos e quando um é mais moderno, não chega a chocar, ao contrário, se harmoniza.

A Candelária (bairro mais antigo) e o Centro histórico, abrigam igrejas de uma beleza interior estupenda: ouro e madeiras tão trabalhadas que surpreendem. As fachadas são sempre muito diferentes.

O teatro Cólon foi declarado patrimônio histórico e uma das maravilhas da Colômbia. Com toda razão!

Ainda no centro, visite o lindo e organizado Museo Del Oro. Mantido por um banco, cobra um ingresso simbólico e vale cada minuto da visita. Recursos audio visuais contam a história da nação, as formações geológicas, o ouro usado como oferenda pelas tribos indígenas e como elas foram a base da população da Colômbia. Uma justa homenagem de rara beleza.

 

Aproveite que os taxis são baratos (muito!) e encontre alguém simpático, normalmente  indicado pelo seu hotel. Nós encontramos o sr. Jorge, um colombiano falante, com muito conhecimento da história e hábitos de sua cidade, além de muito, muito honesto. Com ele fizemos uma viagem maravilhosa, até Zipaquirá e Villa de Leyva. Olhem como ele tem jeito de bonzinho!

Na cidade de Zipaquirá se encontra a primeira maravilha da Colômbia: a Catedral de sal. No mundo, além desta só existe uma outra, na Polônia. A energia é inacreditável e apesar dos 180 metros abaixo da terra, a ventilação é natural e a formação do sal nas paredes, surpreendente. O que também chamou a atenção foram os grupos de estudantes  que desde cedo já visitam os monumentos da cidade.

Ao longo do caminho, as cruzes vão contando a via crucis de Jesus, até culminar no altar.

 

Os indígenas são muito homenageados e lembrados como o início da nação.

A Plaza del Minero, na entrada na Mina de sal também é muito bonita.

Outra atração imperdível é o Cerro Monserrate. Com 3.131 metros de altura, tem uma vista deslumbrante. A subida pode ser com a funicular ou pelo teleférico, que é novinho!

Além da beleza natural, é muito importante destacar o santuário, a igreja, a via crucis de Jesus e a união espiritual que os Colombianos têm com Deus. A Virgem Maria é homenageada em muitas igrejas e neste santuário, a peregrinação é para venerar, além do Cristo caído, a Virgem Negra.

 

O artesanato local é muito rico, desde os brincos até as bolsas mas, as maravilhas maiores da Colômbia são suas esmeraldas!

A comida é muito gostosa. Dentre os pratos típicos bogotanos, o ajiaco santafereño é muito apreciado por eles. É uma sopa preparada com frango, batatas de diferentes variedades, milho e a especiaria “guascas”. Nós preferimos os frutos do mar (deliciosos) do restaurante da marca do café, o Oma.

Agora, o restaurante favorito é o Wok, no Parque 93. Comida com toque asiático e tailandês, preço justo, gente bonita e serviço muito caloroso. Um achado!

As panaderías (padarias) também são ótimas, com doces deliciosos e pãezinhos mais ainda!

Existem muitas atrações para se visitar em Bogotá, em especial: a Praça Bolívar,  Palácio de Justiça, Palácio San Carlos, Museo Nacional. Ah! O artista maior da Colômbia, Fernando Botero  tem seu próprio museu.

Vale a pena sentar num dos cafés da franquia Juan Valdez, tomar um delicioso café com biscoitos – manteguitas ou galetas e ficar olhando o pessoal bonito que fica por ali. Os colombianos são simpáticos, alegres e nos fazem sentir que estamos em casa. Uma feliz surpresa!

 

Tags:

1 Comentario para “Colômbia – uma feliz surpresa”


  1. Lecristiane

    Adorei e não sabia muita coisa a respeito da Colômbia, mas agora quero ir para lá também.
    Como sempre você nos influenciando com suas viagens.
    Bjs
    Lecris