Mudança radical – Max Gehringer

Estou pensando em mudar totalmente de rumo profissional… Você não revelou sua idade, mas há uma boa probabilidade de que você tenha entre 35 e 45 anos. É nesse estágio da carreira que muitos profissionais são acometidos pela febre da mudança radical. Eles olham para trás e começam a ficar com aquela impressão de que deveriam ter escolhido outro caminho. Logo, por que não arriscar uma mudança agora, já que ainda há muito chão pela frente? Esse questionamento é válido. Diariamente, recebo mensagens de empregados pensando em abrir seu próprio negócio e de microempresários pensando em se bandear para uma empresa. Mudanças radicais de rumo podem funcionar, desde que sejam feitas de modo racional, e não emocional. Por isso, quatro erros precisam ser evitados. O primeiro: não mude só porque você não gosta de sua empresa ou de seu chefe. Segundo: não mude só porque você conhece alguma pessoa que parece feliz fazendo o que você está pensando em fazer. Terceiro: não mude sem entender muito bem as exigências da nova carreira. E o quarto: não jogue fora o que você já conseguiu. Pense na mudança como um projeto progressivo, e não imediato. Prepare-se para a mudança fazendo cursos especializados e estabelecendo contatos com pessoas da área, que poderão aconselhá-lo e lhe mostrar os riscos e os benefícios da mudança. Sempre há tempo para mudar e recuperar o tempo perdido. Mas mudar sem um planejamento adequado pode resultar em mais perda de tempo, num momento da carreira em que não há mais tanto tempo para perder.

Tags:

3 Comentarios para “Mudança radical – Max Gehringer”


  1. FBB

    Max Gehringer evita os lugares-comuns ou clichês na maioria de suas respostas… Para a mesma pergunta, muitos responderiam: vá atrás de sua intuição, nunca é tarde para “virar a própria mesa”… Mas ele, normalmente, pondera aspectos e implicações menos óbvias, problematizando inclusive a própria pergunta. Por isso, gosto de ouvi-lo e lê-lo, para um ponto de vista diferenciado.
    Beijos,
    FBB


  2. Lecristiane

    Mundanças muitas vezes difíceis de serem encaradas mesmo que necessárias.
    Adorei o texto, útil em várias ocasiões tanto no âmbio profissional e pessoal.
    Estamos constantemente enfrentando as mudanças.
    E mudança radical sei muito bem o que é isso e quem me conhece sabe que já passei por várias e a última foi mudar para o interior do Paraná.
    Bjs
    Lecris

  3. Muito bacana. Tiro disso tudo o crucial que também partilho com Gehringer : racionalidade sempre! E isso em todas as mudanças da vida, não só as profissionais. E não tem jeito, mudança é uma necessidade e é fato. Se não partir de nós, ainda assim, a vida nos “empurra”, tal qual no nosso nascimento.
    Muitos beijos para minha amiga querida.
    Sds Sempre!
    PS: Visitar constantemente o seu blog, é uma maneira de ainda estar em contato com sua essência.