DVDs

Genius – O mestre dos gênios

terça-feira, novembro 15th, 2016

genius-_-poster

GeniusO mestre dos gênios foi exibido como destaque no Festival de Berlim deste ano. Baseado na biografia de Max Perkins: Editor of Genius, o filme retrata a história real do editor que, na década de vinte, acreditou em jovens talentos e foi responsável pela publicação de autores maravilhosos como Ernest Hemingway e F. Scott Fitzgerald.

genius-_hemingway

genius_fiztgerald

Colin Firth é o editor e está muito bem, como sempre. Interpretação impecável, na medida certa. Em sua profissão ele é obrigado a sugerir cortes e alterações a seus escritores, sempre com o olhar no público que vai comprar.

Com chegada de um rascunho enorme, ele mergulha na beleza da prosa poética de Thomas Wolf. Era o primeiro romance do autor, Look Homeward Angel.genius_editor

genis_colin-firth-e-thomas-wolfe

Escritor prolixo, Wolf reluta em cortar seu romance e, para complicar, leva uma vida desregrada, quando comparada à de Perkins, que tem uma vida pacata com a esposa e quatro filhas.genius-thomas-wolfe_boate

Em meio a esse caos interno, bebidas, escritos, noitadas, Wolf vive uma relação tumultuosa com uma mulher que abandonou a família para ficar com ele (Nicole Kidman).genius_nicole-e-jude-low

Apesar das dificuldades, o trabalho de ambos acaba se tornando uma amizade e Perkins começa projetar em Wolf (Jude Law, ótimo),  o filho que ele sempre quis e não conseguiu ter.

Para quem gosta de literatura, a história absorvente entre esse editor e o escritor Thomas Wolf, é uma ótima indicação. O filme nos leva a um universo literário muito interessante, numa New York perfeitamente recriada no período negro de 1929, no universo dos depois chamados “Geração Perdida” que inspirou inúmeros escritores, entre eles William Faulkner.

Assista o filme! Ele fará você ter vontade de ler, ou reler, os autores!

A vida em um dia | One day in life

segunda-feira, agosto 29th, 2016

Ideia genial!  Uma parceria do YouTube e dos irmãos Ridley e Tony Scott. Numa convocação mundial é lançado o desafio: os internautas precisavam postar imagens de algum momento ocorrido nas 24 horas do dia 24 de julho de 2010.  Além das imagens, deveriam responder a três perguntas simples: o que você ama? O que está no seu bolso? Do que você tem medo? O resultado são números surpreendentes: 80 mil vídeos vindos de 192 países, totalizando 4 500 horas de gravação. A verdadeira missão foi do diretor Kevin Macdonald : escolher entre esses fragmentos e sintetizar tudo em 95 minutos. A escolha passa por um engraxate peruano, um jardineiro em Dubai, um fotógrafo no Afeganistão e gente como a gente. Lindas e belas histórias, outras tristes, como um dia em nossa vida, pleno do bem e do mal, do riso e da tristeza, da alegria e da dor. Enfim, A Vida em um dia é o resultado excepcional de uma ideia brilhante. Veja um pouco das imagens e corra para alugar o filme: todas valem a pena.

Pais e Filhos

sábado, julho 25th, 2015

Pais e Filhos Poster

Se você não assistiu no cinema “Pais e Filhos” do diretor japonês Hirokazu Kore-eda, agora pode assistir em DVD. O filme ganhou o Prêmio do Júri no Festival de Cannes 2013, e trata de um tema muito difícil, que nos faz refletir sobre qual seria a nossa decisão se isso acontecesse.

Os pais vão fazer a matrícula do filho na escola. Num processo de rotina, feitos os exames de sangue, é detectado que os pais não são compatíveis e são questionados se o menino é adotado. Não é.

Pais e Filhos escola

O hospital é envolvido e depois de conversas penosas, em que até tentam acusar a mãe de não ter percebido, assumem o erro da troca de bebês e propõe investigar os três meninos que nasceram no dia do nascimento da criança.

Pais e Filhos todos

Poderia ser um dramalhão mas o diretor conduz de maneira sutil e o encontro das duas famílias transcorre quase de maneira tranquila. Até um dos pais ter a ideia de propor criar os dois meninos.

pais_e_filhos_1

Quem dá essa ideia é o protagonista, executivo dedicadíssimo ao trabalho, quase sem tempo para o filho Keita. Ele tem dinheiro, é acostumado a resolver questões e tenta solucionar mis esse dilema, mas, isso não será fácil. Seu pai, um homem que ele não ama e é distante, sugere que o sangue é mais forte que a convivência e que os meninos devem ser trocados. A mãe dele pensa diferente.

Por outro lado, depois de seis anos criando Keita, a mãe tem uma relação estreita com ele e chega a pensar em fugir de todos para levar o menino consigo.

Pais e Filhos_mae

A outra família é completamente diferente. Um comerciante simples, com uma família amorosa: a esposa, o filho que descobrem que não é deles, mais um menino e uma menina.

Pais e Filhos banheira

Os filhos acabam se integrando como se fossem irmãos e a convivência é imposta entre as famílias. A angústia se amplia, chega o julgamento e nele a enfermeira confessa que trocou os meninos. Nem seria preciso porque os exames de DNA já indicaram quem são os verdadeiros pais, mas, o choque é forte e a partir dai, sem dúvida alguma, é preciso tomar uma decisão.

Pais e Fillhos Juri

Pensei bastante nesse enredo e confesso que não saberia qual decisão tomar. Assista ao filme e ensaie a sua decisão. O simples exercício nos faz refletir e muito, sobre os valores da vida e os laços de amor que nos unem uns aos outros.

Uma nova chance para amar

sábado, janeiro 24th, 2015

Uma nova chance para amarUma Nova Chance para Amar é um filme sobre a dor, o luto, mas, é também sobre a possibilidade de se recomeçar de novo, ainda que com um elo no passado, é um esboço de se sair do casulo, um primeiro gesto para a vida.

Nikki é Annette Bening que está maravilhosa no filme. Atua de maneira brilhante e nos leva com ela em todas as suas emoções. Com Garret (Ed Harris) ela viajava, ia a museus, amava. Para comemorar mais um aniversário de casamento vão ao México, dançar, beber e…nadar.

Chance para amar_garreteEle bebe além da conta, se afoga e deixa um imenso vazio dentro dela. Tão grande que só depois de cinco anos ela consegue começar a se interessar de novo pelo que ambos amavam: a arte. Enfim, volta a visitar museus.

Chance para amar_museuEm uma dessas saídas, ela pensa ter tido uma alucinação: vê o marido caminhando e depois saindo de carro. A impressão é tão forte que ela segue o desconhecido. Ele não é seu marido, mas, é quase o seu duplo, tão parecido que ela começa a investigar e consegue descobrir que ele é professor de pintura. Para se aproximar dele, contrata aulas particulares. A magia começa e eles se apaixonam. Ele é Tom, embora para ela ainda seja um misto de seu marido morto, Garret.

L

Apesar de todos os esforços em esconder o namorado, um dia sua filha volta da universidade e acaba encontrando o estranho. A semelhança a assusta e aos gritos ela acaba por expulsá-lo. Com isso parte da trama começa a desmoronar.

Nikki o convida a viajar para o México e uma foto no mural do hotel fará com que ele entenda o porque da revolta e desespero da filha: ele é a cópia fiel do pai dela que morreu.

O casal se separa, pois ele não quer ser Garret, ele é Tom. Com isso a história salta para um ano depois e segue para um desfecho surpreendente.

O filme conta ainda com uma das últimas participações de Robin Williams no cinema. Ele é o vizinho apaixonado por Nikki.

Chance para amar_Robin otima

Vale a pena alugar o DVD e assistir o filme, pois é difícil, nos tempos atuais, amores maduros no cinema. Esse vale a pena. Ótimas interpretações e timing perfeito. 

Filmes inesquecíveis

domingo, setembro 14th, 2014

Adoro e odeio listas! Adoro porque nos traz lembranças de lugares, pessoas, gostos, ou emoções e isso é sempre mágico. Detesto porque é sempre tão difícil fazer a lista dos melhores lugares já visitados, das melhores comidas, dos melhores livros, etc. Se me pedissem uma lista só com os 5 filmes e livros favoritos,  seria uma verdadeira tortura! Falando em filmes, fiz a minha lista dos inesquecíveis. Claro que são muito mais que cinco e podem estar faltando alguns. Quando lembrar, acrescento porque  o melhor é isso: nossas listas podem ser intermináveis!

Gritos e Sussurros

Moça com brinco de Pérola

A Eternidade e um dia

Todas as manhãs do mundo

As Horas

Entre dois amores

Jules e Jim

Os Incompreendidos

Ligações Perigosas

A doce vida

Vestígios do dia

Muito além do Jardim

Sonata de Outono

O Encantador de cavalos

O Silêncio dos inocentes

A Lista de Schindler

Lanternas Vermelhas

A Liberdade é azul

A Fraternidade é vermelha

Razão e Sensibilidade

Um Olhar a cada dia

As Melhores intenções

Cinzas do Paraíso

Além da linha vermelha

A Época da inocência

O Segredo dos seus olhos

Todas as coisas são belas

As Invasões Bárbaras

O  Senhor dos anéis

O  Cabo do medo

Fanny e Alexander

Blad Runner

Era uma vez na America

O Iluminado

Carruagens de fogo

Gallipoli

A Escolha de Sofia

O Homem elefante

A Troca

Sobre meninos e lobos

Central do Brasil

Gêmeos, mórbida semelhança

Perdas e Danos

O Franco atirador

O Poderoso chefão

Ôps! Meu irmão Fábio e a irmã Alessandra, sugeriram (e eu concordo!), a inclusão de:

O Leopardo

A Cor púrpura do Cairo

Brad Pitt e a Guerra Mundial

quinta-feira, dezembro 5th, 2013

Guerra Mundial Brad Pitt 2

O bom de World War Z – Guerra Mundial Z, é que não se consegue classificá-lo em um só gênero. Ele é ao mesmo tempo um filme de ação, suspense e um pouco de terror. Não é aterrorizante a ideia de que alguém contaminado por uma estranha bacteria contagie milhares? Num dia comum em NY, Guerry Lane ( Brad Pitt)  sai com a esposa e as filhas e o mundo começa a se tornar hostil, assustador.

Guerra Mundial 3

Brad Pitt e sua família são resgatados espetacularmente porque foi funcionário da ONU. Um repórter que escreveu um livro depois de viajar o mundo pesquisando  – “A Guerra Mundial dos Zumbis –  portanto ele  é uma esperança de se chegar à origem do contágio e de antídotos para impedir o fim da humanidade.

Guerra Mundial RJ 1

O roteiro é ágil e bem escrito. A fotografia é soberba. Além disso há diálogos excelentes, em especial um que você deve prestar atenção. Quando em Israel ele pergunta o porque deles terem sido os únicos a se prevenirem contra essa terrível invasão. A resposta é intrigante. Eles criaram a figura do décimo homem. Uma ideia genial. Esse décimo homem tem a obrigação de discordar de todos os demais e por essa razão, quando todos não acreditaram na hipótese de um ataque de zumbis, ele acreditou.

O filme é baseado no livro de Mattew Michael Carnahan e o sucesso foi tão grande que uma sequência já está anunciada e assim talvez saberemos qual é a causa dessa  misteriosa doença semelhante à raiva que iniciou essa Primeira Guerra Mundial Z.

Estou curiosa! Assista porque você também ficará! 

Game of Thrones

segunda-feira, setembro 16th, 2013

Game of Thrones 1

O escritor George R.R. Martin já havia escrito outros livros e séries de televisão mas, foi a partir dos anos 90 que ele começou a escrever essa que seria uma das mais populares series da HBO. As crônicas de Gelo e fogo (A Song of Ice and Fire) e tornou a saga de fantasia mais vendida nos últimos anos e uma das mais premiadas. São mais de 20 milhões de cópias vendidas, com tradução para mais de 40 línguas.

Em 2007 a HBO comprou os direitos para transformar em  uma série e para isso contratou roteristas e produtores competentes além de ter o próprio George R.R. Martin como co-produtor executivo escrevendo um episódio por temporada. Duas temporadas já foram ao ar, cada uma com dez capítulos  Muitos já conseguiram assistir a Terceira temporada baixando na internet e atualmente está sendo filmada a quarta temporada que só estreia no ano que vem mas, a espera vale a pena.

A saga tem batalhas violentas, traições, amores e um pouco de fantasia mas, tudo dentro do contexto. Não é uma violência gratuita, não é uma fantasia absurda. Os cenários são espetaculares. Estão sendo filmados na Islândia, Dubronnik, Croácia, Irlanda do Norte entre outros lugares lindos.

Na essência o jogo dos tronos é a briga pelo trono de ferro, o trono dos sete reinos de Westeros. Nessa corrida estão os Starks, os Lannister, os Targaryen, os Baratheon. Conheça alguns deles. 

Eddard Stark (cujo apelido é Ned) se tornou Lord de Winterfell com a morte de seu pai e irmão em uma luta para resgatar a irmã que foi sequestrada pelo príncipe Rhaegar. Ele é honrado, idealista e um pai amoroso. Melhor amigo do rei Robert Baratheon, por lealdade aceita ser a mão do rei ( certamente não podia se negar a aceitar). O cargo é o mais próximo de um “primeiro ministro”, portanto, a inveja e o ódio, são os acessórios indispensáveis agregados à função. A honradez de Ned sera o stopim para a Guerra dos Tronos. 

GT_Lord StarkA filha mais nova de Ned é Arya Stark é uma garota muito esperta, valente que poderia muito bem ser a rainha dos sete reinos.

GT_Arya Stark

Jon Snow – Filho bastardo de Ned Stark, foi criado em Winterfell, junto com seus meio irmãos, sem nunca ter conseguido uma migalha que fosse do amor de Catelyn, a esposa de Ned que acha Jon o filho mais parecido com o pai. Snow é o sobrenome dos bastardos, portanto em todos os lugares ele é identificado como bastardo e isso era um estigma naquela época. Por causa disso ele vai tentar se tornar um Patrulheiro da Noite, na Muralha de gelo que protege o Norte e o Sul dos “Outros”, os seres do outro mundo que há muitos anos não são vistos. Foi Jon que convenceu o pai a aceitar os filhotes de uma enorme loba que eles encontram morta na entrada da floresta. Aparentemente eram cinco filhotes, cinco como os filhos legítimos de Stak. E o lobo é o símbolo da Casa Stark. Quando estão indo embora, descobrem um outro filhore, todo branco que passa a ser o mascote de Jon, que lhe dá o nome de Fantasma.

GT_Jon Snow

Daenerys Targaryen – última sobrevivente da Casa Targaryen, filha do Rei Aerys II Targaryen, o chamado Rei Louco, que acabou sendo deposto por Robert Baratheon. O outro descendente do Rei louco e candidato ao trono é seu irmão, Viserys, que vai vende-la para Dothraki Khal Drogo, em troca de um exército Dothraki para recuperar a coroa de Westeros. O irmão foi morto, e ela acabou perdendo Khal Drogo e seu filho, que ainda estava na barriga. Desde então ela viaja pelo Este procurando apoio e recursos para voltar e recuperar a coroa dos Sete Reinos, que ela acredita ser sua de direito.

Khaleesi, como é conhecida depois de seu casamento com Khal, líder dos Dothraki, é também a Mãe de Dragões, já que ela fez com que três ovos petrificados dessem vida a três dragões, os primeiros a serem vistos em centenas de anos. Nesse episódio ela mostrou uma inacreditável capacidade de imunidade ao fogo.

 

GT_Kalicia

Cersei Lannister – a atriz é ótima mas, a personagem odiosa. A sua relação com todos os homens da família é conturbada, do pai ao filho Joffrey, o rei cuja imaturidade poderia justificar a arrogância mas, para o resto de seus comportamentos, incluindo sadismo e violência, não há explicação.

GT_Sansa

Tyrion Lannister – O pequeno grande ator  americano – Dinklage –  é responsável por alguns dos melhores momentos da série. Seus diálogos são inteligentes e quando necessário, sarcásticos ou engraçados. Certamente ele  é o único Lannister  querido.

GT_Tyron L.

Stannis Baratheon – Com a morte do rei – Robert Baratheon, seu filho legítimo seria o herdeiro legal. Como se suspeita que Jofrey seja um bastardo, o trono seria, por direito de Lorde Stannis Baratheon, seu irmão do meio. O irmão mais novo, Renly Baratheon tentará usurpar esse direito mas, forças estranhas o levarão para muito distante do trono de ferro. Restará a Stannis lutar para se impor como rei. Nessa luta violenta, um apoio surpreendente: a mulher de vermelho, uma espécie de bruxa que tenta impor uma nova religião, a um só deus, o deus do fogo. Essa parceria será destrutiva, pelo menos até essa fase da série.

GT_Stannis Baratheon

As “Casas” candidatas ao trono são muito interessantes.

House Baratheon

House Lannister

House Stark 1

House Targaryen

A série, a exemplo dos livros, tem a virtude de não retratar hérois perfeitos. Eles são bons mas podem ter atitudes ruins, eles são ruins mas, podem ter uma atitude boa, enfim, eles são gente normal. Dentro do possível!

Agora é esperar a quarta temporada e enquanto isso, ler os livros. Dizem que eles são muito bons, tanto quanto a série. Se forem não são bons. São ótimos!

O casamento da Literatura & Cinema

domingo, setembro 15th, 2013

Folha & Versatil

A literatura vem influenciando o cinema há muito tempo. A influência é tão boa que milhares de filmes já foram criados à sua imagem e semelhança. A Versátil Home Vídeo, especialista no lançamento de filmes Cult e históricos, em parceria com a Folha de São Paulo, fez o lançamento da nova coleção, com 21 títulos de filmes baseados na literatura, que deram certo! Muitas vezes, ao lermos os livros antes ou depois de assistirmos os filmes, ficamos decepcionados. Não é o caso. Os filmes são outra linguagem mas, o idioma é o mesmo dos livros. Comece a colecionar e assista sem medo! 

Mundo sem Fim

segunda-feira, julho 29th, 2013

Ken Follett tem uma imaginação sem limites. Isso é incontestável. Seus livros passam por tramas de espionagem como O buraco da Agulha ( de que gosto bastante) até romances históricos. Nessa linha, seu maior sucesso foi Os Pilares da Terra, maravilhosa história da construção de uma catedral no século XII.

A sequência, que se passa duzentos anos depois, é Mundo sem fim. Um verdadeiro panorama medieval descrito num livro que já vendeu mais de quatro milhões de exemplares e ficou seis meses entre os mais vendidos da lista do N.Y. Times  desde seu lançamento em 2007.

A adaptação do romance de mais de mil  páginas para uma série de televisão com oito horas é excepcional, conta o destino de quatro homens e quatro mulheres, reunidos por acaso na Inglaterra do século XIV em meio à tragédia da guerra com a França, que durará cem anos e a peste negra que dizimará uma enorme parte da população da Europa.

Com a morte (ou assassinato) do rei Edward II, sua esposa francesa vai coroar seu filho, manipulando a corte com o firme propósito de esconder um segredo que pode mudar o rumo da História.

Em um vilarejo imaginário – Kingsbridge – muitos personagens terão suas vidas ligadas para sempre.  Um monge inescrupuloso, amoral, vai cometer todos os pecados capitais. Ele mentirá, roubará e matará para alcançar seus objetivos.

Merthin e seu irmão Ralph perderão seu pai, a fortuna, a nobreza. Um sonha ser arquiteto, construir pontes, o outro quer recuperar sua fortuna e para isso venderá mesmo a alma.

Caris é quase perfeita mas a vida vai endurecê-la, de santa será acusada de bruxaria arriscando a morte na fogueira. Gwenda é o oposto, sofrida, fugitiva da vida, é vendida pelo pai para ser prostituta. Ela vai lutar, matar ou mesmo morrer para mudar seu destino.

 

Longas missões: construir uma catedral, uma ponte, reconstruir uma cidade, tudo isso leva muito tempo mas, a arte de Ken Follett e desta maravilhosa adaptação é isso: nós somos levados para esse mundo medieval, como se fosse o nosso mundo, vivemos todas as emoções desses personagens magistralmente construidos e quando acaba, o tempo foi pouco, e a sensação é quase de nostalgia, de vazio e de tristeza por perder um mundo sem fim. Era preciso mais, muito mais. Foram necessários dezenove anos entre os Pilares da Terra e Mundo sem Fim. Resta torcer para que exista uma nova saga e que ela aconteça muito em breve. Eu já estou esperando!!!!!

Clara Schumann- Música & Amor

quinta-feira, junho 20th, 2013

Robert Schumann, Clara e Johannes Brahms, grandes músicos, componentes de um dos mais famosos triângulos amorosos da história da música.

Clara era uma brilhante pianista deste a adolescência. Filha de um professor de piano e ele mesmo músico. Ela se apaixonou por um dos alunos de seu pai: Robert Schumann. Um gênio difícil, inclinado à depressão e já com tendências ao alcoolismo, ele foi reprovado pelo pai de Clara e só depois de ganhar em juízo, consegue se casar com ela, quando esta completa vinte e um anos. O casamento atrapalha a pianista. Ela se afasta das composições e para ajudar o marido, regia em seu lugar, em especial nos ensaios em que ele não conseguia ir.

Apesar de suas crises de depressão, o láudano, a vida atormentada, Schumann conseguia criar e foi um dos maiores nomes da música romântica.

Não há provas de que o amor de Clara Schumann e Brahms tenha se concretizado no plano físico, mas, também não há provas de que não tenha acontecido. O que é fato é que Brahms e Clara foram amigos até o final de suas vidas.

A diretora alemã Helma Sandres-Brahms já fez filmes duríssimos, um deles “Alemanha Mãe Pálida”, sobre os efeitos do nazismo, mas neste belíssimo filme, lançado pela Versátil, ela abusou do amor, da amizade, da generosidade, da amizade. Permeou tudo isso com música de primeira qualidade e nos levou a torcer por essa mulher à frente de seu tempo, essa batalhadora apaixonada pela música e pela vida, chamada Clara Schumann.

Depois de dois anos num manicômio, Robert morreu e a pianista e compositora ressurgiu, ajudada e amparada por seu amigo ou amor inseparável, Brahmns. Ele nunca se casou.

Assista o DVD e os extras. Vale a pena!