DIVERSOS

Nick Vujicic, exemplo de uma vida sem limites

sábado, outubro 24th, 2015

Nick Vujicic nasceu em 1982 com uma doença rara: Tetra-Amélia. Uma síndrome humana muito rara, que se origina de uma falha na formação embrionária que acarreta a falta dos quatro membros.

Hoje realiza palestras no mundo todo, incluindo o Brasil. Abaixo reproduzo uma reportagem publicada na Revista Saber (do Laboratório Sergio Franco).

Recentemente, depois de dar uma palestra em uma escola onde um aluno havia cometido suicídio não fazia muito tempo, o australiano Nick Vujicic recebeu uma carta de um estudante. Nela, o jovem confessava que já havia preparado um bilhete de despedida para os pais e colegas e que pretendia se matar justamente no dia da palestra de Nick. Mas, após escutar a palestra ele mudou de ideia e em sua carta afirma que “sua palestra mudou a minha vida”.

Em sua palestra Nick afirmou que “foi muito difícil aceitar minha limitações. Quando eu tinha 8 anos, pensei em cometer suicídio, porque achei que não havia esperança. Acreditava que nunca arranjaria um emprego, que sempre seria dependente dos meus pais, que sempre sofreria bullying e seria provocado, e quando tinha 10 anos tentei suicídio. Tentei me afogar na banheira. Com o auxílio dos pais, porém, Nick superou suas limitações e ganhou confiança na escola, destacando-se em matemática, aprendendo a digitar no computador com o pé – “digito 43 palavras por minuto”, orgulha-se Nick – e dando mais valor às coisas que podia fazer do que às que não podia. Se antes sua revolta não o permitia acreditar em Deus, aos 15 anos sua atitude mudou. “Eu rezei por braços e pernas, mas disse: “Deus, se não me der braços e pernas, mude meu coração e me use. Se tem um plano, coloque-o em ação, porque eu não tenho nenhum plano”. Foi quando ele veio até meu coração e me deu paz. Mais que braços e pernas, quero paz. Mais que braços e pernas, quero objetivo na vida.”

Aos 19 anos Nick deu sua primeira palestra motivacional. Alertando contra o bullying em um colégio. Sua fama logo se espalhou de forma viral e ele passou a ser chamado por várias instituições para contar sobre sua experiência de vida. Somente em 2013 esteve em 26 países para fazer sua já mundialmente famosa palestra e ainda encontrou-se com sete presidentes.

Nick Vujicic escrevendo

Ao se relacionar com as pessoas mais poderosas do planeta, Nick dá passos importantes para colocar em prática seu maior sonho: criar uma rede global que envolva pelo menos 400 milhões de pessoas doando dez dólares por mês para acabar com a fome no mundo. Para quem nasceu com grandes limitações físicas e achou que nunca poderia fazer nada na vida por causa disso e hoje nada, surfa, salta de paraquedas, joga golfe, escreve livros, é casado e tem um filho, parece que não existem limites no que pode realizar.”

Nick Vujicic_2

Conheça seus livros: Uma vida sem limites e Inspiração para uma vida absurdamente boa e indomável, e sua página no Facebook: www.facebook.com/NickVujicic

Encontros: Viagens inusitadas

sexta-feira, outubro 2nd, 2015

Chego no aeroporto, como sempre, já um pouco atrasada.  Desta vez não faz mal: os vôos estão mais atrasados do que eu!

Longa espera, longos papos. Uma moça ao lado, ainda jovem, com mochila na mão, puxa papo. Seus amigos também estão viajando mas, um vai pela Espanha, o outro por Portugal e ela por Paris. Claro, pergunto para onde estão indo. A resposta simples, como se fosse a coisa mais comum do mundo, estamos indo para os Países Bálticos, ver a Aurora Boreal.

Para não parecer uma alienada, fiz de conta que era normal. Só me atrevi a perguntar:

E, quando vocês voltam?

Daqui a uma semana. No total serão dez dias de viagem porque perderemos 3 a quatro dias, depende da sorte.

Nem comecei a tentar lembrar nada dos Bálticos e de Aurora Boreal porque eu sabia que não sabia. Por sorte ela me explicou: o lugar no mundo onde melhor se pode ver a Aurora Boreal são os Bálticos. A previsão era que eles iriam até a Lapônia ( isso mesmo a terra do Papai Noel), e não estive bom, passariam pela Lituânia ou mesmo no extremo norte da Noruega, num vilarejo chamado Finnmark. A curiosidade era tanta que eu não resisti e perguntei se a Aurora Boreal era mais ou menos como um arco Iris. Lógico que não! É uma dança de luzes, quase como se algumas velas estivessem acesas no Céu. Então pergunto: – E se não aparecer? Ela me explica que é a natureza que rege as forças da Aurora Boreal e que eles tinham pesquisado muito e estava previsto que ela estaria mais visível naquela semana.

E como esses amigos, jovens e tão aventureiros escolhiam viagens assim? Simples: eles se reúnem pelo menos uma vez por mês em um bar. Bebem, jogam conversa fora. Lá pelas tantas alguém lembra que tem X Milhas e ai, soma daqui e dali, o que der eles dividem e o que falta já entram nos sites e começam a achar melhores preços. Dai é uma agonia para as férias de todo mundo darem certo. Se não derem, alguém larga o  emprego e dane-se! Empregos existem muitos. Ver a Aurora Boreal não.

Adorei essa turma mesmo conhecendo só uma representante deles. Gente que sabe viver a vida!

Sábias palavras – Dr. Dráuzio Varella

segunda-feira, agosto 10th, 2015

Se não quiser adoecer – “Fale de seus sentimentos”

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer – “Tome decisão” A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer – “Busque soluções” Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer – “Não viva de aparências” Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso… uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer – “Aceite-se” A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer – “Confie” Quem não confia não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer – “Não viva SEMPRE triste!” O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive.  “O bom humor nos salva das mãos do doutor”. Alegria é saúde e terapia.

Dr. Dráuzio Varela (www.drauziovarella.com.br)

Gentil Montevidéu

sábado, julho 25th, 2015

Montevidéu tem muitas coisas bacanas de se ver. Se puder, vá de Buenos Aires para lá em um navio, o Buquebus. É uma viagem maravilhosa, que atravessa em 2 horas o Rio da Prata. O conforto é tanto que tem até um Duty Free a bordo. E dos melhores!

thumb_IMG_1682_1024

 Na cidade velha, além da Praça da Independência, o ponto alto é a “Porta da Cidadela” que depois de quatro anos de restauração ficou muito bonita. É o que restou da muralha de proteção construída em 1741.MONTEVIDEU_Plaza de Independência thumb_IMG_1807_1024

Em frente, visite a Pietonal Sarandí, uma “Rambla” muito gostosa, com várias librarias e lojinhas. Nessa rua encontramos um dos cafés mais interessantes que conheci nos últimos tempos. Repleto de antiguidades (que eles vendem), com mensagens sobre a mesa.  Até o seu nome é uma inspiração: Si Pretensiones!

thumb_IMG_1735_1024Um dos passeios que mais me marcou foi o Teatro Solis. Inaugurado em 1856, passou por dez anos de reforma e hoje itens modernos, como acesso para pessoas com mobilidade reduzida, portas contra fogo e climatização foram incorporadas. Mas o charme das poltronas de veludo vermelho, os quatro andares de camarotes e os lustres de cristal Baccarat foram mantidos, o que cria uma atmosfera incrível.

Montevideu_Teatro Solis

thumb_IMG_1822_1024

Outro dado importante é que os guias são todos estudantes. Conseguimos uma estudante de economia que está fazendo curso de português e já fala muito bem! thumb_IMG_1808_1024Ela contou que antes as entradas do teatro eram separadas e na porta principal só entravam os ricos, pois era o acesso aos camarotes. Hoje todos entram por essa porta e só dentro do teatro é que se dirigem aos seus lugares. Além disso todos os meses existem espetáculos bem baratos, a um custo de aproximadamente quinze reais. O intuito é popularizar o teatro. O camarote principal é reservado para a presidência mas, o Pepe Mujica nunca usou. Prefere a plateia. Claro! Desse ser humano tão especial não se esperaria nada diferente.thumb_IMG_1705_1024

Visitamos o Mercado del Puerto mas não gostei muito. Seria o nosso Mercado Municipal, só que vendendo apenas comidas, achei que precisa urgente de uma boa manutenção. Mas, conseguimos descobrir o Mercado Agrícola de Montevidéu! O MAM. Inaugurado há 2 anos, está muito bonito, com frutas maravilhosas, lojas diversas e carnes especiais, além de restaurantes bem interessantes com ótima qualidade. Vale a pena visitar!

thumb_IMG_1898_1024

thumb_IMG_1907_1024

O Parque Rodó também surpreende. São 43 hectares desenhados a partir do lago central. É uma espécie de Parque do Ibirapuera e fica tomado de uruguaios nos finais de semana.Parque RodóOutro passeio interessante é um bate e volta até Colônia del Sacramento. Uma cidadezinha a 180 quilômetros e que se parece um pouco com Paraty. Tem uma Praça Principal e catedral bem simpáticas, vários restaurantes e cafés e um clima de cidade do interior.

Sao Jose de Mayo_igreja principal

thumb_IMG_1784_1024Achamos muito interessante a Praça dos Touros. A guia contou que um argentino muito rico, há uns 50 anos atrás, resolveu construir essa arena para touradas, já que na Argentina elas eram proibidas. Acabou construindo um hotel perto, cinco estrelas porque o projeto era que os argentinos viessem de navio e passassem a noite. Ao ser inaugura teve uma tourada. E só essa! Os uruguaios acharam o espetáculo muito sangrento e tudo fizeram para que fosse desativado. Resultado, o empresário perdeu tudo e acabou indo para a arena e nela se matando. Uma história triste para um lugar que é bonito apenas se transformado em centro cultural, que parece que será seu destino nos próximos anos.

thumb_IMG_1771_1024Mas, o destaque da viagem foram os uruguaios. Gente simpática, educada e muito gentil. Vivenciamos ótimos momentos entre eles, que comprovaram essa gentileza, seja com informações na rua, no hotel e o auge de tudo, um casal uruguaio que na porta do Mercado Agrícola tinha chamado um taxi pelo Easy Taxi (funciona lá!). Não estava passando nenhum taxi na rua e me atrevi a pedir a eles se podiam chamar um taxi para nós, assim que o deles chegasse. Mais do que isso, insistiram e nós é que tomamos o taxi que seria para eles. Gente da melhor qualidade! Vale conhecer!

Mad Men a série adulta

domingo, maio 24th, 2015

Mad Men (adaptado no Brasil para Mad Men: Inventando Mentiras) é uma série da televisão AMC e começou a ser exibida em 19/7/2007 e terminou na semana passada. Oito anos de sucesso. Vários prêmios: quinze Emmys e quatro Globo de Ouro, fora os  diversos prêmios dos atores.

Mad Men Poster 01

É perfeita a adaptação à década de 1960, na agência de publicidade Sterling Cooper, que claro, fica num endereço glamoroso, a Madison Avenue, em New York. Assistimos a ascensão e morte do presidente Kennedy, a invasão de Cuba, enfim, eventos históricos que acabam sendo contados e mostrados no contexto da vida americana.

Mas o que também existe é muito glamour. Também não falta bebida e cigarro. É uma constante! Todos bebem mesmo no horário de trabalho, pelos motivos mais diversos e o cigarro está sempre na boca de praticamente todos. É uma síndrome da época que ao longo dos anos da série, vai cobrar o tributo que a vida real cobra.

Don Drapper

Med Men é também a história de sucesso e perseverança de seu criador, Matthew Weiner, que lutou durante sete anos para conseguir colocar a série no ar. A oportunidade surgiu quando a televisão a cabo AMC procurava novos programas, portanto, com um pouco de sorte, era a hora certa. Considerada uma série adulta, ela foge ao lugar comum: ninguém é totalmente bom, nem totalmente ruim.

Don Drapper, o protagonista é o charme em pessoa e não deixa de usar essa arma em todas as ocasiões possíveis, seja para ganhar uma conta, seja para conquistar mulheres. Sua linda esposa, à “la Grace Kelly” parece não ser suficiente para ele. Nem os três filhos que eles têm.

Mad Men Don e Betty 1

Mad Men Don e Betty

As aventuras podem acontecer no trabalho, com garçonetes e mesmo num avião. Don é insaciável durante a série toda, mesmo apesar de após o divórcio, ter se casado com outra mulher linda, Megan, que depois se torna atriz em Hollywood. O que claro, acaba em divórcio outra vez.

Garçonete 2

Mad Men_Aviao

Mad Men_Megan Star

As mulheres também têm destaque na série, em especial Peggy Olson que vai lutar para se tornar redatora na agência e quebrar os paradigmas da época. Assim como Joan que de chefe das secretárias, acaba galgando uma carreira muito interessante na agência, parte por seus méritos e parte pelos atributos que a natureza lhe deu.

Mad Men Peggy Olson

Med Men Joan otima

Assista a série completa, que teve sete temporadas e está sendo reprisada na televisão fechada e preste atenção à sequência de abertura que ficou entre as maiores sequências de abertura da televisão mundial, de acordo com votação dos leitores da TV Guide em 2010. Ou seja, desde a abertura a série vale a pena, pela história, pela adaptação de época e os pelos atores. É imperdível!

Mad Men Premio 2

Carta de Despedida de Oliver Sacks

domingo, fevereiro 22nd, 2015

Oliver Sacks

7 trechos da carta de despedida de Oliver Sacks que vão fazer você repensar a própria vida

Brasil Post | De Andréa Martinelli 

Publicado: 20/02/2015 15:54 BRT Atualizado: 20/02/2015 16:32 BRT

Oliver Sacks, escritor, neurologista e professor do curso de medicina da Universidade de Nova York, publicou uma carta aberta no jornal americano The New York Times, nesta quinta-feira (19), anunciando seus últimos meses de vida.

Ele, aos 81 anos, contou que há nove anos foi diagnosticado com um tumor raro no olho, um melanoma ocular que, atualmente, está em fase de metástase. Ele diz que se sentia bem e com saúde, até descobrir a disseminação do tumor por todo o corpo.

Sacks é autor grandes obras de divulgação científica, entre elas Enxaqueca, O Homem que Confundiu sua Mulher com um Chapéu e Tempo de Despertar, que chegou a inspirar o filme homônimo estrelado por Robert De Niro e Robin Williams, indicado a três estatuetas no Oscar. A carta publicada pelo NYT está disponível, em inglês, aqui.

Em um dos trechos da carta de despedida, Sacks diz que, agora, quer viver o tempo que lhe resta de forma rica, intensa e mais produtiva possível. Para você se inspirar a fazer o mesmo no seu dia a dia, selecionamos 7 trechos emocionantes do texto do neurologista que, ao falar da doença e da morte, esconde ensinamentos sobre a própria vida:

  1. Viva um dia de cada vez

“Agora, cabe a mim escolher como viver os anos que me restam. Tenho que viver da maneira mais rica, intensa e produtiva possível”.

  1. Enxergue as situações por outro ângulo

“Nos últimos dias, pude ver minha vida de outro ângulo, como uma paisagem, e com um forte senso de conexão entre as partes. Isso não significa que me entreguei. Pelo contrário, me sinto intensamente vivo, e eu quero e espero, no tempo que me resta, aprofundar minhas amizades, me despedir das pessoas que amo, escrever mais, viajar se eu tiver forças, e alcançar novos conhecimentos. Mas também haverá tempo para um pouco de diversão (e até algumas tolices)”.

  1. Sofrimento pode ser um combustível

“Há nove anos fui diagnosticado com um tumor raro no olho, um melanoma ocular. A radiação e a cirurgia que removeu o tumor me deixaram cego daquele olho, porém, em casos raros ele se torna uma metástase. Eu estou entre os 2% desafortunados.”

  1. Ter consciência e não negar a morte

“Eu me sinto feliz por ter usufruído mais nove anos de boa saúde e produtividade desde o diagnóstico original, mas agora estou face a face com a morte. O câncer ocupa um terço do meu fígado, e mesmo que ele avance devagar, este tipo da doença não pode ser parada“.

  1. Não gaste tempo com o que não importa

“Tenho um novo senso de perspectiva. Não há tempo para o que é trivial. Tenho que focar em mim, no meu trabalho e nos meus amigos”.

  1. Sempre há um lado bom – mesmo que você não acredite

“Isto não é indiferença, mas desapego — ainda me importo com o Oriente Médio, com o aquecimento global, com a igualdade, mas estas coisas não são mais para mim, elas pertencem ao futuro. E eu fico feliz de ver jovens talentosos — como o que diagnosticou minha metástase. Sinto que o futuro está em boas mãos”.

  1. Aproveite o que a vida tem a oferecer – e se aventure!

Não posso fingir que não tenho medo. Mas meu sentimento predominante é a gratidão. Eu amei e fui amado; doei-me e muito me foi dado; eu li, viajei, pensei e escrevi. Eu me relacionei com o mundo, o relacionamento especial entre escritores e leitores. Acima de tudo, eu fui um ser humano ciente, um animal pensante, neste belo planeta, e só isso já foi um enorme privilégio e aventura”.

American Sniper de Clint Eastwood

quarta-feira, fevereiro 18th, 2015

American Snipers mira

A cena de abertura de American Sniper é forte. Tanques de guerra, um atirador sobre o telhado, uma criança e sua mãe. Parece que a criança vai levar uma espécie de bomba para atirar nos americanos. Nesse caso, o atirador terá que mata-la. Em fração de segundos ele pode decidir quem deve morrer. É quase um Deus.

Indicado a seis Oscar, incluindo melhor filme, ator, roteio adaptado, edição e mixagem de som, o longa não trouxe a merecida indicação de direção para Clint Eastwood. Aos 84 anos ele faz uma direção memorável e só pode ser injustiça não o terem indicado. Talvez seja pela polêmica que o filme vem causando, já que Clint é ferrenho defensor do armamento e republicano até a alma. É preciso reconhecer que ainda assim, Eastwood uma vez já contou a versão do inimigo. Em 2006, em um filme sobre a Segunda Grande Guerra, o maravilhoso Cartas de Iwo Jima. Ou seja, naquele momento da carreira ele contou o lado americano em A Conquista da Honra e em Cartas de Iwo Jima, o lado japonês.

American Snipers Clint 2

American Sniper ClintJá em Sniper é só o lado americano na guerra do Iraque que é contado. Mas, o filme não é político. Procura centrar-se mais na vida pessoal de Chris Kyle, o verdadeiro American Sniper.

Chris Kyle é um verdadeiro herói americano. Tinha tudo para dar errado: ele seria um caubói de rodeio no Texas se não tivesse se transformado num soldado e depois em verdadeira lenda por causa de sua mira e alcance visual inigualáveis. Ironicamente, o veterano que fez quatro perigosas incursões ao Iraque e que matou aproximadamente 160 inimigos, foi morto nos Estados Unidos, em 2013, por um veterano da mesma guerra que estava num programa de ajuda em que Kyle trabalhava.

Sniper verdadeiro

Para filmar uma história real, o que é sempre difícil, houve muito esforço e desde 2010 o filme já estava em fase de adaptação do roteiro baseado no livro escrito por Kyle. Quando o verdadeiro Sniper morreu, sua esposa acabou ajudando muito a equipe, disponibilizando informações e vídeos pessoais, o que ajudou muito na caracterização de Cris Cooper, que está muito bem no filme e foi indicado ao Oscar. A química entre ele e Sienna Miller acontece e é um ponto forte do filme.

American Snipers esposa

Clint mais uma vez faz um filme que aborda o senso do dever, o “ter que fazer” algo pela pátria ou por alguma força maior e, claro, a necessidade de aguentar as consequências desses atos. Kyle entendia a guerra bem e parecia estar à vontade com essa situação, era uma missão, matar inimigos e proteger seu país. E isso é tudo, simples assim.

Claro que quando ele volta existem impactos e é por essa razão que ele acabou voluntariando-se numa programa de ajuda aos militares que retornaram da guerra.

Observe ao final que  a música do filme é de Clint Eastwood. Amante da música, há anos ele traz essa sua paixão aos filmes que dirige. Em 31 de maio ele completará 85 anos. Esperemos que continue trabalhando!

A Teoria de tudo

quinta-feira, fevereiro 12th, 2015

A teoria de Tudo_Globo de ouro

A Teoria de Tudo, dirigido por James Marsh é a adaptação do livro Traveling to Infinity : my life with Stephen, da ex-mulher do astrofísico inglês Stephen Hawking e, em teoria (desculpem o trocadilho!), conta a verdadeira história. Dizem as más línguas que está muito romanceado, que na verdade as coisas foram mais sórdidas, com ela tendo um caso durante o casamento, com o músico com o qual se casou após a separação. Mas, o que importa é o quanto essa história é surpreendente, em especial porque a maior parte nós já conhecemos, é verdadeira e é, de fato surpreendente. Com 21 anos Hawking recebe o diagnóstico de uma doença degenerativa dos músculos, esclerose lateral amiotrófica (ELA), que em no máximo 2 anos o mataria.

Nós nos acostumamos a ver Hawking mais velho, já preso à cadeira com sua voz metálica. O filme tem a virtude de mostrar o homem, que com 21 anos se apaixona pela colega Jane Wide, se casa e tem três filhos.

A

A teooria de tudo_casamento

A teoria de tudo_cama

A teoria de tudo_filho

Hoje Hawking  tem 73 anos! Isso já é surpreendente e inexplicável. É algo a se pensar e que certamente também deve fazer Hawking se questionar se existe um Deus, qualquer que seja seu nome. Nos últimos anos, ele que sempre negou a existência de Deus, ainda não o reconhece, mas, já insinua que deve existir alguma coisa inexplicável.

O ator londrino (que vimos em Os Pilares da Terra), Eddie Redmayne está maravilhoso. É chocante o quanto ele conseguiu se transformar fisicamente para ficar tão parecido com o Hawking. E todo esse esforço foi recompensado. Ele ganhou o Bafta (espécie de Oscar Britânico) de melhor ator. Está indicado ao Oscar, entre os favoritos. Ele e Felicity Jones, sua esposa no filme, visitaram Hawking, que depois esteve no set com a ex-esposa.

A teoria de tudo com o verdadeiro

Com o milagre da tecnologia, um computador consegue captar suas palavras e mesmo verbaliza-las, o que tornou possível o seu livro de maior sucesso: Uma breve história do tempo. O longa trata superficialmente de suas descobertas científicas em especial o tempo no espaço, sua tese de doutorado. Ele escolheu o tema quando saiu de dias de uma profunda depressão, após saber que só teria mais dois anos de vida. Portanto, não sem motivos, é o tempo que ele escolhe como tese de doutorado.

Com a notoriedade eles podem se dar ao luxo de contratar uma enfermeira e depois de algumas tentativas, uma delas conquista o lugar e aparentemente o coração de Hawking, já que ele resolve leva-la em uma viagem para os Estados Unidos e isso sela o fim do casamento com Jane. Aliás, ele se casou depois com essa enfermeira e se divorciou em 2005.

A teoria de tudo_a enfermeira

Acredita-se que ele ainda está buscando uma equação, uma simples e única equação que seria a explicação de tudo, a teoria de tudo. No final do filme trechos de uma palestra sua são mostrados. A mensagem é impressionante em se tratando de um físico: trata da esperança. O filme se encerra com essa mensagem tão simples e tão profunda:

“Não importa quanto a vida possa ser ruim, sempre existe algo que você pode fazer, e triunfar. Enquanto há vida, há esperança.”

Birdman

quarta-feira, fevereiro 11th, 2015

Birdman_capa

Birdman ou A inesperada virtude da ignorância foi escrito, produzido e dirigido por Alejandro González Iñárritu. A escolha de Michel Keaton parece ter sido proposital porque ele não quis mais filmar as sequências de Batman e seu personagem, Riggan Thomson, se recusou a fazer o quarto filme da série Birdman

E nesse momento, esse ator que está no ostracismo quer, desesperadamente, voltar a fazer sucesso sob os holofotes da Broadway. Ele está produzindo, dirigindo e atuando numa peça onde Edward Norton (ótimo como sempre) e a sonhadora Lesley (Naomi Watts) contracenam com ele. Mas, a tensão impera nos ensaios, nas apresentações de pré-estréia e Riggan se vê passar de atormentado a desesperado.

Birdman atormentadoAlém disso, como assistente, ninguém menos que sua filha que é outra atormentada, saindo das drogas e sempre o acusando de uma ausência permanente. Enfim, drama pessoal e profissional, pressões difíceis de administrar.

Birdman Filha

E como se não bastasse, Riggan só se livrou de continuar a filmar o homem pássaro, mas, não se livrou do próprio homem pássaro que parece persegui-lo como uma voz interior que o atormenta, brigando e aconselhando o tempo todo.

Birdman_passaroÉ claro que é fruto de sua imaginação, mas, essa imaginação fica cada vez mais forte e ele começa a pensar que é capaz de voar. Como Birdman.Birdman voando

O diretor ousou bastante e com seu fotógrafo (Lubezki) conseguiu filmar tomadas longas, ao estilo de Hitchcock, o que deu muito realismo ao longa e atingiu o principal objetivo do diretor: filmar com o maior naturalismo possível.

O filme está com nove indicações para o Oscar, entre elas, ator e filme. Pessoalmente acho que Boyhood é o filme do ano e que o ator de A Teoria de tudo é o ator, mas, esse filme vale a pena assistir. É um filme interessante, com atuações muito boas.

a aventura de relacionar-se

terça-feira, fevereiro 3rd, 2015

A maior aventura no mundo humano é relacionar-se, pois nunca será possível prever o curso de nenhum relacionamento, já que todos são feitos de pessoas que são livres para mudar de rumo a qualquer momento. O. Quiroga